top of page

Você faria uma caminhada de 150 km?

Atualizado: 8 de jan.


Se você não se movimenta, não persegue, não arrisca, as coisas continuam do mesmo modo onde sempre estiveram. - por Amyr Klink


Então...para algumas pessoas isso chega a ser algo impensável, absurdo e sem noção. Para outras, um caso de admiração. Faço parte do segundo time!


Sempre me impressionei com pessoas que fazem esse tipo de empreitada e até jornadas mais ousadas e arriscadas! Me lembro do primeiro livro a respeito de temas assim, do autor Amir Klink, cujo título é Cem dias entre Céu e Mar. Simplesmete devorei o livro!


Assisto documentários e sigo alguns poucos perfis de pessoas que se aventuram em roteiros como Caminho de Santiago, Monte Roraima, Jalapão e todas as Chapadas existentes em nosso país.


Para reforçar minha obstinação pelo tema, meu irmão, há cerca de cinco anos, decidiu participar de um projeto grande organizado pela RacingthePlanet que era percorrer os maiores desertos do mundo: Sahara, Antarctica, Artico, Gobi e Namibia. São 250 km percorridos ao longo de 6 dias em lugares incríveis!


Fiquei enlouquecida! Várias coisas me impressionavam quando se tratava do projeto. Por exemplo, a paixão e o engajamento do meu irmão em participar e realizar tal objetivo; a coragem, determinação e a perseverança! Além disso, me fascinava a vivência sabe...a experiência de fazer tudo aquilo e estar e lugares de uma beleza natural incrível.


Outro projeto que me encantava era o da Paula Quintão, que fez o Caminho de Santiago de Compostela e subiu o Monte Roraima algumas vezes, registrando sua experiência e vivências tão profundas de autoconhecimento que me deixavam positivamente perplexa.


Enfim, olhando para tudo isso e percebendo a minha sensação de entusiasmo refleti e vi que, se eu não tentar fazer algo parecido, vou me frustrar. Sim, pode ser a crise dos 50 chegando (hoje tenho 49), aliás, com certeza é, mas tenho claro para mim que preciso realizar esse sonho de fazer trilhas, visitar lugares que me colocam em contato direto com a natureza.


Há pouco tempo atrás conversei com um vizinho que já tem mais de 60 anos e visita lugares assim e ele me disse algo importante: se quer ir vai logo, porque chega uma idade que o corpo não aguenta mais! É interessante ver que no RacingthePlanet tem muita gente com mais de 60, inclusive mulheres, participando, mas isso demanda muito treino e perseverança! Ou seja, tem que começar já!


Enfim, no desejo de realizar um desejo, embarquei no Projeto Caminho da Fé!


Foto: Sil Azevedo


1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
Post: Blog2_Post
bottom of page